Ver Imagem
   

  POWERED BY

 
LANGUAGE 21/07/2018 23:37:23 PROCURA       
 
DESTINOS TOP
ALOJAMENTO
ATRACOES
SABORES
 COMPRAS
TRANSPORTES
MI
DESPORTO
OUTROS

 FEBRE AMARELA
Tema de Encontro com Representantes do Turismo

Rio de Janeiro, janeiro 30, 2018 - Garantir ao visitante a tranquilidade de vir ao Rio de Janeiro, aproveitar o carnaval e os inúmeros atrativos, sem receio de contrair a febre amarela. Com este objetivo foi realizada, nesta manhã, um encontro que reuniu, no hotel Hilton, os secretários estaduais de Turismo e de Saúde com o trade turístico e os cônsules dos principais países emissores de turistas. A intenção é que seja disparada por todas as entidades, órgãos e associação do segmento uma nota técnica com informações sobre a doença no Estado.

Nilo Sergio Felix, secretário de estado de Turismo, ressaltou que, infelizmente as notícias positivas demoram muito para ser repercutidas, enquanto as negativas correm na velocidade de um cometa.

  • - Nossa preocupação é trazer os dados reais da doença para aqueles que abastecem os visitantes com informações sobre o Rio de Janeiro. Aqui estão presentes os formadores de opinião do setor de turismo. É fundamental que os viajantes estejam cientes da realidade da febre amarela no nosso Estado.

Com referência ao grande número de visitantes que virão para o Rio de Janeiro durante o carnaval, Nilo Sergio, disse que não há motivos para preocupação.

  • - A febre amarela que atinge o estado é silvestre, transmitida, apenas, em regiões de matas e florestas. Não há sinal do vírus na Capital e nem proibição de passeios em nenhum atrativo turístico da cidade. Por isso, enfatizo aqui a importância de que seja replicada a nota técnica da Secretaria de Saúde.

O secretário de Estado de Saúde, Luiz Antonio de Souza Teixeira Júnior, explicou que o compromisso do Governo do Estado é com a transparência das notícias que sejam passadas, não apenas à população, mas também aos turistas.

  • - Quero frisar que estamos trabalhando no controle da doença desde janeiro de 2017, quando foram detectados casos em outros estados como Minas Gerais e Espírito Santo. O Rio de Janeiro foi o Estado que mais aplicou doses até agora. São mais de 8 milhões de pessoas imunizadas, que equivale a 61,4% do público alvo.

Luiz Antonio lembrou, ainda, que desde 4 de abril de 2017 a Organização Mundial da Saúde determinou que todos os turistas que viessem para o Rio de Janeiro fossem vacinados.

  • - A recomendação não é recente, referente aos últimos casos. É um cuidado que muitos países tropicais tomam. Reafirmo que não há sinal do vírus na Capital. A orientação principal é que, os turistas, que não estiverem vacinados, não façam visitas a trilhas e florestas.

Participaram da reunião os cônsules da Argentina, Chile, Estados Unidos, França e representante do Consulado do Canadá. Os dirigentes das principais entidades do turismo do Estado também estiveram presentes como ABIH-RJ (Associação Hotéis do Rio de Janeiro), ABEOC (Associação Brasileira de Empresas de Eventos) e ABAV-RJ (Associação Brasileira de Agências de Viagens), entre outros.

O estado do Rio de Janeiro é o único que faz um boletim diário dos números de casos da febre amarela. Há canais diretos com a população e os turistas para esclarecimentos. São eles o site www.conexaosauderj.com.br ou através do mailto://notifica@saude.rj.gov.br

Media Partners:



 


 

 

Partners: